A Prímula é uma planta originária da América do Norte, também conhecida como “evening primrose”, pois suas folhas se abrem ao entardecer. O óleo de prímula é retirado das sementes desta planta e seu uso apesar de ainda não ter sido comprovado cientificamente, tem mostrado efeitos positivos principalmente para mulheres durante o período pré-menstrual, amenizando os sintomas da tensão pré-menstrual (TPM) e também atenuando a sintomatologia causada pela menopausa.

Benefícios do Óleo de Prímula:

 

Além de atuar na modulação dos hormônios femininos, o óleo de prímula ainda promove outros benefícios:

 

- Auxilia no tratamento de distúrbios da pele como acne, eczema, dermatite e psoríase;

- Contribui para redução da dor e inflamação nos casos de artrite e artrite reumatoide;

- Colabora para o fortalecimento do sistema imunológico;

- Auxilia no controle dos níveis de colesterol;

- Pode ter efeito positivo em crianças hiperativas;

- Melhora o fluxo sanguíneo e reduz a resposta a hormônios envolvidos no aumento da pressão arterial.

 

E como funciona o óleo de prímula?

Rico em ácidos graxos essenciais, o óleo de prímula é fonte de um tipo de ômega-6, o ácido graxo gama-linoleico (GLA) que não é produzido pelo organismo. Durante o período menstrual, o corpo produz uma serie de prostaglandinas que são substâncias inflamatórias, e o GLA contido no óleo de prímula interfere nessa produção, minimizando os sintomas como cólicas, sensibilidade mamaria, cólon irritável, compulsão por carboidratos e também a inflamação associada à endometriose.  Já durante a menopausa, o óleo de prímula promove maior sensação de bem-estar e minimiza os afrontamentos ou fogachos (sensação repentina de calor), típicos deste período.

 

Como tomar óleo de prímula?

 

Na maioria das vezes ele é encontrado em forma de cápsulas e a dose recomendada é de 500 a 1000mg, porém, pode variar de acordo com cada quadro. É fundamental que antes de começar a tomar esse suplemento alimentar natural, um médico ou nutricionista seja consultado, para adequar a dose realmente indicada para cada tipo de pessoa e de acordo com suas necessidades, assim como definir estratégias para que a ingestão de ômega-6 e ômega-3 estejam em equilíbrio. O óleo de prímula é contraindicado durante a gestação e para pessoas que apresente distúrbios hemorrágicos, epilepsia e esquizofrenia.

 

 




Autor: Leonardo
Data: 30/08/2017 15:35:21
ClubeAzul.org.br | E-mail: atendimento@clubeazul.org.br | Contatos: (21) 3916-7277 Rio de Janeiro 4020-1610 (capitais e regiões metropolitanas)